Você está em MG

Semifinal

Técnico do Salgueiro joga favoritismo para o Náutico, mas vê semifinal em aberto

Cícero Monteiro prevê confronto difícil diante do Náutico, mas sonha chegar na final

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/04/2014 19:13 / atualizado em 03/04/2014 19:32

Adversário do Náutico neste domingo, o Salgueiro espera surpreender para chegar em sua primeira decisão de Campeonato Pernambucano desde sua profissionalização, em 2005. Para isso, terá que eliminar o Timbu, melhor equipe do Hexagonal do Título. A missão foi taxada como “difícil” pelo técnico Cícero Monteiro. O comandante jogou todo favoritismo do duelo para o time alvirrubro. “É um jogo difícil. O Náutico é o favorito. É um time grande e tem um grande investimento. E o Salgueiro entrou como a quarta força de Pernambuco”, disse em entrevista ao Superesportes.

Pelo frente, Cícero terá que superar taticamente Lisca, seu companheiro de profissão. O técnico do Carcará rasgou elogios ao adversário e lembrou que o Náutico foi o único “grande” que venceu dentro do estádio Cornélio de Barros.

“A gente sabe que vai enfrentar uma equipe bem postada e bem treinada pelo Lisca, que é um treinador inteligente. Vamos ter muita dificuldade. O Náutico foi a única equipe que venceu aqui dentro dos três grandes do estado”, lembrou.

Mesmo jogando todo favoritismo para o rival, Cícero Monteiro não escondeu que sonha em chegar na decisão inédita e tentar quebrar a sequência de três títulos do Santa Cruz. “Todos tem chances de chegar na final. É um jogo de um time grande contra um time do sertão, mas todo mundo sonha em chegar na final e com o título”, revelou.

Além de vencer taticamente dentro de campo o Náutico, o técnico do Carcará espera que a torcida dê sua contribuição. Cícero quer estádio cheio, e não só com torcida do Salgueiro. “A gente espera que todos compareçam. É um jogo de semifinal e decisivo e é a hora do torcedor apoiar. Espero que o Cornélio de Barros esteja lotado domingo, não só com a torcida do Salgueiro como também a torcida do Náutico”, encerrou.

 

Sem premiação por vaga ou título
Diferentemente do Náutico, que estipulou premiação caso vença o estadual, os atletas do Salgueiro não receberam nenhum extra caso conquiste o Pernambucano. Segundo o diretor de futebol Carlos José, o “bicho” é coisa para “time grande”. “Aqui não tem condições para isso. Isso é para time grande que tem condições. Times intermediários não tem como pagar premiação extra”, revelou.