Você está em MG

PE2013

Mesma equipe, outra atitude no Santa Cruz

Apesar de repetir o time que ficou em campo após a saída de Natan, Santa terá uma postura diferente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 25/04/2013 07:16

Alexandre Barbosa /Diario de Pernambuco

Na última terça-feira, o técnico Silas afirmou que só divulgaria a escalação do Náutico para o jogo decisivo do próximo domingo caso Marcelo Martelotte também o fizesse. Ao ser informado pelos repórteres que o treinador adversário confirmaria, no dia seguinte, os 11 titulares, já que não costuma fazer mistério, o alvirrubro recuou. “Então volta atrás aí”, tratou de dizer, com bom humor.

Dito e feito. Martelotte confirmou, ontem, a escalação do Santa Cruz. O Tricolor terá apenas uma mudança nos 11 titulares em relação à equipe que iniciou o último clássico com o Náutico: Renatinho na vaga de Natan. Os jogadores podem ser os mesmos, mas a disposição tática em campo deverá ter uma alteração. Pelo menos foi o que se pôde perceber no treino de ontem.

A pequena adaptação tática foi o deslocamento do meia Raul para jogar pelo lado direito e a ida de Renatinho para o lugar dele, centralizado. Pode parecer pouco, mas a mudança tem reflexo nas ações do time, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Pode ser um diferencial para o segundo jogo da semifinal. Uma forma de trazer algo de novo para um esquema que já se mostrou eficiente em outras oportunidades.

Ricardo Fernandes/DP/D. A. Press
Parte de uma decisão bastante pessoal de Martelotte divulgar a escalação e isso ele já deixou claro em outros momentos. Ele não acredita que o simples fato de saber os 11 jogadores titulares vá decidir uma partida. “Você pode até saber os 11 jogadores que vão começar, mas para ver como o time joga, que é o que realmente importa, teria que mandar alguém aqui para ver o treinamento”, afirmou o treinador.

E se um espião for ao treino do Santa Cruz vai ver um Marcelo Martelotte dedicado ao seu time. É um treinador que para, conversa, repete o lance. E não se furta em fazer tudo de novo, caso não fique satisfeito. Ontem, assim como na semana passada, separou o dia para focar na marcação. Diminuiu o espaço do campo e orientou os jogadores a adiantar marcação para dificultar a saída de bola do Náutico. “Não é nada diferente do que temos feito, mas procurei reforçar essa marcação no campo adversário para não deixar eles jogarem”, explicou o treinador.

Copa do Brasil

O Santa Cruz enfrentará o Internacional, no Arruda, pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira, dia 1º de maio, às 21h50. A informação foi divulgada pelo diretor de futebol Constantino Júnior. A CBF confirmará oficialmente hoje as datas e horários. Será a partida de ida, pela segunda fase da competição, na qual ainda é válida a regra de eliminação da volta em caso de vitória do visitante por dois gols de diferença.

Santa domingo

O que muda?
Raul passa a jogar pelo lado direito, invertendo de posicionamento com Renatinho, que vai atuar mais centralizado. Jefferson Maranhão permence pela esquerda.

Ofensivamente
Renatinho passa a centralizar as jogadas, sendo acionado pelos volantes e distribuindo a bola para Dênis Marques ou para os outros dois meias, abertos pelos lados. Ele será o cérebro do meio-campo tricolor

Defensivamente

Os meias continuam tendo um papel importante na recomposição sem bola. Agora caindo pela direita, Raul terá a responsabilidade de marcar o lateral-esquerdo do Náutico. Com o Santa Cruz marca por zona, ele o acompanha até a linha de meio-campo.