Você está em MG

Série C

Santa Cruz joga mal e é goleado pelo Sampaio Corrêa no Maranhão

Mantém-se a sina coral. Fora de casa, o tricolor pernambucano não consegue vencer na Série C. Neste sábado, mais uma derrota. 3 a 0 para o tricolor de aço maranhense

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/08/2013 18:03 / atualizado em 04/08/2013 16:25

Emanuel Leite Jr. /Especial para o Diario

Jamil Gomes/Santa Cruz/Assessoria
Sandro Barbosa bem que tentou repetir a fórmula. Depois de golear o fraco Rio Branco na última quarta-feira, o treinador coral decidiu manter o mesmo sistema tático, na esperança de obter a primeira vitória do Santa Cruz fora de casa na história da Série C. Contudo, o esquema com cinco atletas no meio-campo não resultou. Reza o ditado que quantidade não é sinônimo de qualidade. E foi assim no estádio Castelão, em São Luís-MA. Demonstrando muita dificuldade em manter a posse de bola e errando muitos passes, o tricolor pernambucano foi dominado pelo tricolor de aço do início ao fim. O Sampaio Corrêa não tomou conhecimento dos corais e venceu por 3 a 0.

Com sete minutos de atraso, devido à demora de ambos os times para entrarem em campo, a partida se iniciou com o Sampaio Corrêa tentando fazer valer a força que tem dentro de sua casa. O clube maranhense partiu logo para cima do Santa Cruz, procurando abafar o tricolor pernambucano desde os minutos iniciais. Pressionado, o time coral mal conseguia sair de seu campo defensivo. E a pressão dos donos da casa não demorou para surtir efeito. Aos cinco minutos de jogo, Tiago Cardoso tentou interceptar uma bola, mas cometeu pênalti no lance. Com o choque, o goleiro saiu mais prejudicado e teve que ser atendido por três minutos. Tiago Cavalcanti, centroavante do Sampaio Corrêa, não desperdiçou a oportunidade e abriu o placar para festa da fanática torcida do tricolor de aço.

Atrás do placar, a equipe comandada por Sandro Barbosa demonstrava nítida dificuldade de fazer a transição defesa-ataque. Principalmente pela deficiência em seu setor de meio-campo, que não era capaz de fazer a condução da bola na construção do jogo ofensivo, muito por conta das falhas nos passes. Em contrapartida, o Sampaio Corrêa, quando tinha a bola sob sua posse, partia em bloco, levando sempre mais perigo. E foi em uma de suas ações ofensivas, que Pimentinha entrou na área com muita facilidade e foi derrubado por Leandro Souza. Mais uma vez, Tiago Cavalcanti se deu melhor diante de Tiago Cardoso. 2 a 0 para os maranhenses.

O segundo tempo seguiu na mesma toada da etapa inicial, com o tricolor de aço partindo para cima do tricolor coral. No dia em que atingia a marca de 100 partidas vestindo a camisa do Santa Cruz, cabia a Tiago Cardoso a função de salvar seu time de sofrer uma vitória ainda mais pesada, com defesas importantes.

Correndo atrás do prejuízo e precisando afastar o ímpeto do Sampaio Corrêa, Sandro Barbosa esperou até os dez minutos da etapa complementar para mudar a postura tática de sua equipe. Caça-Rato entrou para o lugar de Júnior Xuxa. A entrada do atacante deu maior velocidade ao setor ofensivo do Santa Cruz, fazendo com que os corais melhorassem em campo. A mudança, entretanto, não foi suficiente para gerar uma reação mais eficaz por parte dos pernambucanos, que ainda viram Eloir marcar o terceiro e sacramentar a goleada dos maranhenses

Ficha técnica

Sampaio Corrêa 3
Rodrigo Ramos; Toti, Mimica, Paulo Sérgio e Deca; Robson Simplício (Jonas), Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho (Douglas); Tiago Cavalcanti (Edgar) e Pimentinha. Técnico: Flávio Araújo.

Santa Cruz 0
Tiago Cardoso; Everton Sena (Luciano Sorriso), Renan Fonseca, Leandro Souza e Renatinho; Ramirez, Dedé, Júnior Xuxa (Caça-Rato), Raul (Leozinho) e Natan; Dênis Marques. Técnico: Sandro Barbosa.

Local: Castelão (São Luís-MA).
Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT).
Assistentes: Francisco Nurisman Machado Gaspar (PI) e Karol Soares Martins (PI).
Gols: Tiago Cavalcanti (2) (SCo) e Eloir (SCo).
Cartões amarelos: Deca (SCo); Leandro Souza (SCr), Caça-Rato (SCr).