Cruzeiro

CRUZEIRO

Conversa com Pedrinho selará sim ou não de Luxemburgo ao Cruzeiro

Treinador de 69 anos terá reunião com o empresário Pedro Lourenço, da rede Supermercados BH, para saber se suas exigências serão atendidas

postado em 02/08/2021 19:37 / atualizado em 02/08/2021 20:06

(Foto: Rodrigo Clemente/EM/D. A Press)


Passados dois dias sem contatos, a diretoria do Cruzeiro procurou o técnico Vanderlei Luxemburgo nesta segunda-feira e manifestou desejo de tê-lo como sucessor de Mozart Santos na sequência da Série B do Brasileiro. No entanto, o acerto não depende do presidente Sérgio Santos Rodrigues ou do diretor de futebol Rodrigo Pastana. O treinador de 69 anos terá uma reunião nesta terça-feira com o empresário Pedro Lourenço, da rede Supermercados BH, para saber se suas  exigências serão atendidas a fim de comandar o time celeste na Segundona.

Ciente do momento financeiro caótico do Cruzeiro, Luxemburgo quer garantias do empresário, patrocinador máster do clube, de que as próximas folhas serão pagas em dia e de que os salários atrasados do elenco serão quitados.

Se aceitar o desafio de dirigir o Cruzeiro, Vanderlei muito provavelmente terá que buscar a reação na Série B só com os jogadores que já estão na Toca. O clube está impedido de registrar novos atletas devido a duas punições de 'transfer ban'. Para se livrar das sanções da Fifa, a direção terá que desembolsar R$ 13 milhões.

O primeiro débito, de R$ 7 milhões, é com o Defensor, do Uruguai, pela aquisição de Arrascaeta. A segunda punição, mais recente, deve-se uma dívida de R$ 6 milhões com o Mazatlán, antigo Monarcas Morélia, do México, pela compra de parte dos direitos econômicos do atacante Riascos. As duas transações são de 2015.

Logo, a chance é remota de o Cruzeiro mudar o cenário e contratar novos reforços.

(Foto: Paulo Filgueiras/EM/D. A Press)


Vanderlei no Cruzeiro


Vanderlei Luxemburgo já teve duas passagens pelo Cruzeiro. Na primeira, entre 2002 e 2004, conquistou a Tríplice Coroa de 2003 - Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. A segunda, de três meses, foi em 2015.

No total, o técnico comandou o clube em 126 jogos, com 74 vitórias, 25 empates e 27 derrotas. 

O último trabalho de Luxemburgo foi no Vasco, entre dezembro de 2020 e fevereiro deste ano. No curto período, ele não conseguiu evitar o rebaixamento do cruz-maltino à Série B. 

Sexto técnico na atual gestão


Seja Luxemburgo ou não, o Cruzeiro terá o seu sexto técnico na gestão de Sérgio Santos Rodrigues, que ocupa a presidência desde 1º de junho de 2021. No intervalo de 1 ano e 2 meses, cinco profissionais passaram pelo cargo: Enderson Moreira, Ney Franco, Luiz Felipe Scolari, Felipe Conceição e Mozart Santos.

Antes de pensar em acesso, o desafio imediato do próximo comandante será tirar o Cruzeiro da luta contra a queda à terceira divisão. Em 15 rodadas na Série B, o time somou apenas 13 pontos - duas vitórias, sete empates e seis derrotas - e está na 18ª posição. As chances de chegar à Série A, segundo o Departamento de Matemática da UFMG, são de 0,57%.

O Cruzeiro volta a campo no sábado, às 11h, contra o Brusque, pela 16ª rodada da Série B. Apesar da situação bastante desfavorável, a diretoria mantém o discurso de que ainda é possível atingir a campanha de acesso - 61 a 64 pontos. Para isso, será necessário somar entre 48 e 51 nas 23 rodadas restantes - aproveitamento de 69,5% a 73,9%.

Tags: cruzeiro luxemburgo brasileiro vanderlei luxemburgo serieb vascorj seriea mercadobola