MMA

UFC

Após lesões, Claudio 'Hannibal' volta ao UFC em Londres para manter embalo

Brasileiro supera fase difícil e se sente em casa para encarar inglês

postado em 14/03/2019 20:33 / atualizado em 14/03/2019 20:39

<i>(Foto: Divulgação/UFC)</i>
Uma das atrações do UFC Fight Night 147, neste sábado, na O2 Arena, em Londres, Claudio 'Hannibal' Silva encara o inglês Danny Edwards para manter o embalo nos meio-médios (até 77kg). Prejudicado por uma série de lesões, o mato-grossense radicado na Inglaterra disse que superou fase delicada na carreira e se sente em casa para o desafio de subir na categoria. 

Hannibal - cujo apelido vem do famoso serial killer Hannibal Lecter, interpretado por Anthony Hopkins no cinema -, vem de incrível sequência de 12 vitórias seguidas no MMA - três no UFC. O brasileiro, no entanto, teve a carreira prejudicada por lesões e ficou três anos e meio parado, até retornar em maio de 2018, com triunfo sobre Nordine Taleb (finalização com mata-leão), em Liverpool, ganhando prêmio de 'performance da noite'. 

Ele estava escalado para a estreia do UFC em Moscou, na Rússia, em setembro do ano passado, mas sofreu uma lesão na lombar e deixou a luta contra Ramazan Emeev. Recuperado, Hannibal teve compromisso marcado para Londres, diante de um lutador da casa, Danny Roberts, e espera engatar sequência positiva nos meio-médios. O brasileiro considera que o 'fantasma' dos problemas físicos é passsado.
 
"Minha última luta foi empolgante, depois de muito tempo parado e com a dúvida de todos que falaram que eu não poderia voltar a lutar, que eu tinha menos de 1% de chance de lutar. Fui lá e ganhei no primeiro round. Foi tudo como eu sonhava", declarou o lutador nascido em Rondonópolis, que aprendeu com as lesões depois do problema que o tirou do card na Rússia. 

"Eu acabei tendo uma lesão na lombar. Não me sentia bem, fui treinar wrestling e depois, quando o sangue esfriou, eu não conseguia dobrar o joelho, não conseguia me abaixar porque as costas doíam. Mas, de qualquer forma, ficou o aprendizado de não treinar sem me sentir bem pra isso. Hoje eu escuto muito mais o que o meu corpo fala", explicou.



Em casa

Mesmo diante de um oponente da casa, Hannibal disse estar acostumado a lutar em Londres, onde reside há muito tempo. "Não me incomoda. O meu trabalho é lutar contra qualquer adversário. Ainda mais que eu moro em Londres há 12 anos e todos meus oponentes antes do UFC eram ingleses. Aqui eu me sinto em casa", frisou o brasileiro, que já tem o plano de luta traçado.

"Eu acho que o ponto forte é que ele tem uma trocação muito boa e é um cara atlético, mas ele também tem um chão fraco e perde muita posição. Mas tô preparado para enfrentar ele em pé, fiz uma ótima preparação de luta em pé nesse camp e me vejo nocauteando ele. Podem esperar o Hannibal de sempre, bem preparado e agressivo", projetou.

UFC Fight Night 147

Neste sábado, a partir das 14h (de Brasília)
O2 Arena, em Londres

Card principal
Darren Till x Jorge Masvidal
Leon Edwards x Gunnar Nelson
Nathaniel Wood x José Alberto Quiñonez
Danny Roberts x Cláudio Hannibal
Jack Marshman x John Phillips

Card preliminar
Arnold Allen x Jordan Rinaldi
Marc Diakiese x Joe Duffy
Nick Negumereanu x Saparbeg Safarov
Tom Breese x Ian Heinisch
Danny Henry x Dan Ige
Molly McCann x Priscila Pedrita
Mike Grundy x Nad Narimani

Tags: Claudio Hannibal Danny Roberts UFC Fight Night 147 ufc londres