Náutico

NÁUTICO

Náutico estuda revisão de parceria com a Topper e não descarta criar marca própria

Empresa de material esportivo propôs mudança no plano de negócio com o Timbu, que dará resposta na próxima semana

postado em 10/10/2018 18:35 / atualizado em 10/10/2018 19:54

Léo Lemos/Náutico
Com o futebol do Náutico parado há 45 dias, o clube vem se mexendo também nos bastidores visando a temporada 2019. Sendo assim, ontem o presidente alvirrubro Edno Melo teve uma reunião, na última terça-feira, com diretores da Topper para tratar de assuntos relativos à parceria firmada até o final do próximo ano.
 
Nesse encontro, a fornecedora de material esportivo propôs mudanças o plano de negócios com o clube, que será analisado pelos dirigentes timbus. Desta forma, uma nova reunião deve ocorrer na próxima semana e em caso de um não acordo entre as partes, a criação de uma marca própria do Náutico não está descartada.

Esse por sinal é um desejo antigo do presidente alvirrubro. Porém, Edno Melo garantiu ao Superesportes que um possível rompimento de contrato com a Topper só se dará de forma amistosa. "Eles querem mudar o plano de negócio que existe conosco. Eles fizeram uma proposta e estamos analisando. O que que eu posso dizer hoje é que a proposta de nova parceria nem é boa, nem é ruim. É diferente", pontuou o mandatário timbu. 

"Temos que analisar e ver se vale a pena. Mas o Náutico não vai dar causa nenhuma para romper o contrato com a Topper. A gente pode não concordar com o modelo proposto e a partir dai partir para uma marca própria", completou Edno Melo.

Vale lembrar que na última semana, a Topper lançou um uniforme rosa para o clube, destinado ao público feminino, em alusão ao outubro rosa, mês de conscientização de combate ao câncer de mama. Essas peças especiais já estão à venda.
 
Caso a parceria com a Topper seja mantida, a previsão é de que os uniformes um (listrado) e dois (branco) do clube para 2019 sejam lançados no final de novembro.

Já entre os clubes que lançaram sua marcas próprias de material esportivo, estão Santa Cruz, Paysandu, Fortaleza, Treze, Juventude, Joinville e mais recentemente, o Bahia.