Santa Cruz

SANTA CRUZ

Com imbróglio nos bastidores, Santa Cruz cumpre tabela diante do Paraná após queda

Apenas o presidente da FPF garantiu que partida desta terça-feira ocorrerá

postado em 14/11/2017 08:47 / atualizado em 14/11/2017 09:48

Ricardo Fernandes/DP
A garantia do presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, é de que os jogadores do Santa Cruz entram em campo nesta terça-feira, para enfrentar o Paraná no Arruda, às 20h30 (horário do Recife). Há, entretanto, um resquício de dúvida. A possibilidade de uma greve ser decretada antes do duelo não foi descartada completamente. Uma reunião às 15h desta terça-feira vai definir se os atletas pisam no gramado.
 
No encontro, o presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes, vai apresentar aos jogadores como pretende quitar os salários atrasados. Para o horário, está marcada a chegada dos atletas no estádio - por conta do rebaixamento concretizado e dos salários atrasados, o elenco coral não concentrou no Arruda para o duelo. Coincidentemente, este foi também o prazo limite estabelecido por Ramon Ramos, ex-atacante do Tricolor e representante do sindicato dos atletas, para que parte dos salários seja depositada na conta dos jogadores e funcionários.

De cara, já se sabe que o clube não tem a verba para pagar o valor exigido pelos jogadores. Porém, quitaria uma folha salarial da comissão técnica e dos funcionários nesta terça. E “agendaria” o pagamento dos atletas para a semana seguinte, apresentando garantias – verbas que serão recebidas até o fim de semana.

O otimismo de Evandro Carvalho quanto à realização da partida deve-se a uma reunião realizada nessa segunda-feira à tarde em seu escritório. Participaram do encontro ele, Ramon, o presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes, e o vice-presidente do clube, Constantino Júnior. Evandro tratou do assunto como superado, apesar de reconhecer que os pagamentos continuavam em aberto.
 

“Nos reunimos e todos entenderam a necessidade dos atletas entrarem em campo para a carreira deles e para a existência do clube. Logo que o clube viabilizar as receitas que forem liberadas, o clube vai honrar seus compromissos. Existem receitas a serem recebidas e elas foram apresentadas. Eles cogitam formalizar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) e isso dará mais tranquilidade aos jogadores”, explicou Evandro Carvalho.

Evandro não revelou se a FPF ajudou a equipe coral financeiramente, nem soube afirmar quando os salários serão pagos. Limitou-se tão somente a afirmar que os dois lados  
(diretoria e atletas) chegaram a um entendimento e que o Santa Cruz estará em campo. É esperar para ver.

Adversário

Sem desfalques, sem suspensões e focado no acesso. É assim que o Paraná chegou ao Recife no último domingo. Na quarta colocação do G4 e com duelos contra um time rebaixado (Santa Cruz) e dois que brigam para não cair (CRB e Boa Esporte), os paranaenses fecharam até o treino realizado no CT Wilson Campos, casa do Náutico, mas devem repetir a escalação da última partida contra o Luverdense. 

Ficha do jogo

Santa Cruz

Julio Cesar; Walber, Anderson Salles, Bruno Silva (Sandro) e Yuri; Wellington Cezar, Thiago Primão e João Paulo; Bruno Paulo, André Luis e Ricardo Bueno. Técnico: Marcelo Martelotte. 

Paraná

Richard; Cristovam, Iago Maidana, Eduardo Brock e Rayan: Vinicius Kiss, Gabriel Dias, Renatinho e João Pedro; Vitor Feijão e Robson. Técnico: Matheus Costa. 

Horário: 20h30 (do Recife). Estádio: José Do Rego Maciel (Arruda). Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG). Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (MG). Ingressos: R$ 30 e R$15