Sport

CAMPEONATO PERNAMBUCANO

Confira as projeções de cada clube para a última rodada do Campeonato Pernambucano 2019

Dos cinco jogos disputados no domingo, quatro podem mexer diretamente nas posições da classificação e 'tapetão' pode afetar virtuais rebaixados

postado em 15/03/2019 11:18 / atualizado em 15/03/2019 11:22

<i>(Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife; Paulo Paiva/DP Foto;  Central/Divulgação)</i>
A última rodada da fase de grupos do Campeonato Pernambucano promete ser agitada. Dos cinco jogos a serem realizados, quatro podem ter influência direta na classificação final e, por consequência, no chaveamento dos confrontos nas quartas de final. O único jogo que pode não valer mais nada acontecerá entre os virtuais rebaixados Flamengo de Arcoverde e o lanterna América-PE.

Lembrando que na fórmula atual, com 10 equipes na disputa, os oito primeiros se classificam para o mata-mata e os dois últimos serão rebaixados à Série A2. Além do número de pontos, um critério de desempate que pode ser importantíssimo é o saldo de gols, que pode definir a liderança do Campeonato. 

O chaveamento dos confrontos acontecerá entre 1º e 8º; 2º e 7º; 3º e 6º; 4º e 5º, respectivamente, com os donos das melhores campanhas jogando em casa, uma vez que, quartas e semifinais serão disputadas em jogo único. Em caso de empate nestas fases, a decisão será nos pênaltis. 

A final será disputada em jogos de ida e volta, com o time que teve melhor retrospecto jogando em seus domínios. Para a definição do campeão, será considerada a soma da pontuação nos dois jogos. Em caso de igualdade em pontos, o primeiro critério será o saldo de gols na fase (sem gol qualificado). Persistindo o empate nos 180 minutos, o campeão sairá nos pênaltis.
 

Disputa pela liderança 

Na última rodada, dois confrontos estão diretamente ligados à disputa pelo primeiro lugar na classificação. Em Caruaru, o Central recebe o Sport, em jogo entre o quarto colocado (16 pts) e o atual líder (18 pts). Enquanto isso, o Clássico das Emoções, coloca frente a frente o vice-líder Náutico (18 pts) e o Santa Cruz (16 pts), que ocupa a terceira colocação.

Central x Sport (Luiz Lacerda - 16h)

Para confirmar a tão desejada liderança, basta ao Sport vencer o Central, no Luiz Lacerda. Mesmo empatado em número de pontos com o Náutico, a diferença de três gols de saldo (13 a 10) a favor do Leão, dá uma boa margem ao Rubro-negro. 

Em caso de empate, o melhor resultado para o time da Praça da Bandeira é o empate no clássico. Se o Náutico vencer, automaticamente, ultrapassa o Sport chegando a 21 pontos contra apenas 19 do Leão. Já em caso de vitória do Santa Cruz, os dois clubes empatariam em pontos (19 a 19). Porém, placar precisaria ser muito elástico a favor do Tricolor do Arruda para que ele assumisse a liderança, uma vez que o Rubro-negro possui vantagem de nove gols de saldo sobre o Mais Querido. (13 a 4 para o Sport) 

Em caso de vitória do Central, os caruaruenses poderiam assumir a liderança se houvesse empate no Clássico das Emoções e construíssem um placar elástico sobre o Sport, para tirar a diferença de seis gols de saldo a favor do Náutico (10 a 4 para o Timbu).

Náutico x Santa Cruz (Aflitos - 16h)

Segundo colocado, o Náutico tem uma árdua missão para chegar a liderança, já que não depende apenas de seus esforços. Para conquistar a primeira posição, o Timbu precisa vencer o Santa Cruz e torcer para que o Sport não vença o Central. Em um quadro um pouco mais improvável, o Alvirrubro pode chegar a liderança com um triunfo do Leão desde que supere a diferença de três gols de saldo a favor dos leoninos. Por exemplo, caso o Sport vença por 1 a 0, o Náutico precisaria vencer o Santa Cruz por cinco gols de diferença para chegar ao topo da tabela. 

Em caso de empate, o Náutico poderia chegar à liderança se o Sport for derrotado pelo Central por uma diferença quatro gols (4 a 0, por exemplo). 

O Santa Cruz, por sua vez, só chegaria a liderança caso vença o Náutico e o Sport seja derrotado pelo Central. Assim, Tricolores e caruaruenses empatariam em número de pontos (19 a 19) e como possuem saldo de gols igual (4 a 4), o resultado do jogos influenciaria no desempate. Portanto, os corais precisam vencer o Náutico, torcer pela vitória centralina, mas com placar mais dilatado para o triunfo nos Aflitos. 

Briga por posicionamento

Salgueiro x Petrolina (Cornélio de Barros - 16h)

O jogo entre Salgueiro e Petrolina servirá para a melhoria da classificação para as duas equipes. O Carcará (13 pts), que já está classificado, pode ganhar uma posição em caso de vitória sobre a Fera Sertaneja e derrota do Central contra o Sport, na partida disputada no Lacerdão. 

O Petrolina (8 pts) vai em busca de conquistar pontos para melhorar sua posição na tabela e se prevenir contra todo e qualquer risco de rebaixamento. Com um empate, o Petrolina já se garante na Primeira Divisão, uma vez que o Flamengo de Arcoverde (5 pts), que foi punido com a retirada de 13 pontos, devido a escalação irregular do atacante Júnior Silva. O Tigre do Moxotó ainda pode recorrer.

Vitória das Tabocas e Afogados da Ingazeira (Arena de Pernambuco - 16h)

 

O jogo entre Vitória e Afogados é um confronto direto pela sexta posição do certame e, consequentemente, coloca em jogo a última vaga de Pernambuco para a Série D de 2020. Mandando os seus jogos na Arena de Pernambuco, o Tricolor das Tabocas é o sétimo colocado (8 pts) e pode subir uma posição em caso de triunfo sobre o time sertanejo por dois ou mais gols de diferença.

O Afogados da Ingazeira (11 pts) ocupa a sexta posição e defenderá a - até então sua - vaga para a disputa da Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro, fato inédito para o clube que possui apenas seis anos de história. Porém, a Coruja do Pajeú pode sonhar mais alto. Caso saia vencedor do embate contra o Vitória e o Salgueiro seja derrotado pelo Petrolina, o caçula do Campeonato Pernambucano alcançará uma honrosa e inédita quinta posição da fase de grupos.

Jogo entre os piores

O Campeonato Pernambucano acabou casando a partida entre os virtuais rebaixados para a última rodada. Flamengo de Arcoverde e América-PE se enfrentam no estádio Áureo Bradley, no domingo, às 16h.
 
Rebaixado e ocupando o último lugar com um ponto ganho e sete derrotas em oito partidas, o tradicional América-PE entrará em campo para tentar amenizar o vexame da atual temporada. Classificado para a Série D de 2019, Periquito terá que reestruturar após Estadual desastroso.

Rebaixado apenas virtualmente, o caso do Flamengo de Arcoverde é mais complexo devido a uma decisão extracampo. Punido pela escalação irregular do jogador Júnior Silva, o Tigre do Moxotó foi julgado pelo TJD-PE e acabou perdendo 13 pontos na disputa do Estadual. Porém, a decisão ainda cabe recurso em instâncias superiores, como o STJD. Por isso, em caso de vitória do Rubro-negro do sertão e de derrota de Petrolina ou Vitória, o Flamengo ficará dependendo do resultado do ‘tapetão’ para saber se será rebaixado ou estará classificado às quartas do Pernambucano 2019.

E se acabasse hoje?

Com a atual classificação, se a primeira fase do Campeonato Pernambucano acabasse hoje, os confrontos do mata-mata estaria definido da seguinte forma: 

Sport (1º) x Petrolina (8º) - Ilha do Retiro

Náutico (2º) x Vitória (7º) - Aflitos

Santa Cruz (3º) x Afogados da Ingazeira (6º) - Arruda

Central (4º) x Salgueiro (5º) - Luiz Lacerda