Seleção

SELEÇÃO

Técnico monta seleção olímpica do Brasil para amistoso contra a Venezuela, nos Aflitos

Entre os destaques do time de André Jardine estão o meia Pedrinho, do Corinthians, o atacantes Antony, do São Paulo, e Rodrigo, do Real Madrid

postado em 08/10/2019 19:22 / atualizado em 09/10/2019 01:17

<i>(Foto: Paulo Paiva/DP )</i>
O técnico André Jardine começou a montar nesta terça-feira a provável escalação da seleção brasileira sub-23 para o amistoso da próxima quinta contra a Venezuela, nos Aflitos, às 21h30. No treino realizado no início da noite no estádio alvirrubro, o treinador promoveu três mudanças com relação à equipe que venceu o Chile por 3 a 1 no último amistoso, realizado no dia 9 de setembro, no Pacaembu, em São Paulo. Todas na defesa.

No gol, Ivan, que vem disputando a Série B pela Ponte Preta, ganhou a vaga de Cleiton, do Atlético-MG. Na zaga, Luiz Felipe, da Lazio, fará dupla com Ibañez, que também atua na Itália, defendendo a Atalanta. O lateral direito Emerson, contratado pelo Barcelona e atualmente no Real Bétis, também da Espanha, e Caio Henrique, do Fluminense, completam a defesa. Esse último ganhando a vaga que foi do ex-corintiano Guilherme Arana, nos amistosos em São Paulo.

O restante da equipe não tem modificações, com o meio de campo formado pelo volante Douglas Luiz, do Aston Villa, Wendel, do Sporting, de Portugal, e Pedrinho, do Corinthians. Um dos jogadores mais conhecidos desse grupo. Já o ataque conta com Paulinho, ex-Vasco e atualmente no Bayer Leverkusen, Mateus Cunha, que atua pelo Leipzig, da Alemanha e concorreu ao prêmio Puskas de gol mais bonito do ano passado, além de Antony, revelação do São Paulo.

O grupo da seleção que está no Recife conta ainda com nomes como os atacantes Rodrygo, ex-Santos e atualmente no Real Madrid, e Pedro, ex-Fluminense e atualmente na Fiorentina, além do volante Bruno Guimarães, campeão da Copa do Brasil deste ano com o Athletico Paranaense.

Além do amistoso contra a Venezuela, nos Aflitos, a seleção sub-23 ainda fará outro amistoso no Estado, na próxima segunda-feira, às 16h, contra o Japão, na Arena de Pernambuco. O Brasil se prepara para o pré-olímpico do Chile, em janeiro, que classifica para os jogos de Toquio, no próximo ano.

Para a partida contra a Venezuela, a CBF disponibilizou 1.500 ingressos para serem trocados por dois quilos de alimentos cada. Os alimentos serão doados para o Banco de Alimentos do Sesc Pernambuco. Os bilhetes da ação estarão disponíveis para troca nesta quarta-feira e no dia do jogo, das 9h às 17h, na sede social do Náutico.