Sport

SPORT

Rithely se diz alheio a dívidas do Sport com agentes e assegura lesão: 'Louco para jogar'

Ausente da partida contra o Ferroviário-CE, volante garantiu em rede social que tem sofrido com dores no tornozelo desde o ano passado

postado em 14/02/2018 12:00 / atualizado em 14/02/2018 13:06

Reprodução/Instagram/@rithely21
Rithely garante que a ausência dele do jogo contra o Ferroviário-CE, pela Copa do Brasil, nada tem a ver com o atrito entre os seus empresários e o Sport. Após os agentes terem acionado o clube na Justiça e na CBF por causa de pendências financeiras, o jogador usou as redes sociais para se manifestar. Mostrou-se alheio a tais cobranças de dívidas e assegurou que está novamente machucado no tornozelo, sem condições de entrar em campo nesta quinta-feira, na Ilha do Retiro.

O volante mal atuou nesta temporada pelo Leão. Jogou apenas as duas últimas partidas após justificar dores no mesmo tornozelo no início do ano, coincididas com propostas que havia recebido De fora do compromisso desta quinta sob a mesma alegação, Rithely conta que vem sofrendo com os incômodos na região desde 2017. Postou até uma suposta imagem do exame que confirmaria a contusão, aproveitando para dizer que não tem se envolvido na celeuma entre os seus empresários e o Sport.    

"Para os médicos de plantão, que dizem muita coisa e não sabem nada: nunca me negaria a jogar pelo clube que trabalho e tenho um carinho enorme. Os negócios do Sport com meus empresários, eles que se resolvam. fora dessas broncas aí. Estou com o tornozelo lesionado (desde o ano passado), passei as férias fazendo fisioterapia (para quem também não sabe). Estou procurando resolver esse problema. Fico no CT em dois períodos para melhorar logo mesmo quando o treino é em um turno. Tenho ressonâncias e outros exames que comprovam as lesões", publicou em conta pessoal no Instagram. 

Na postagem, Rithely afirmou ainda que a decisão para que fosse outra vez vetado das partidas foi meramente médica. Por sinal, fala que não vê a hora de voltar a jogar pela equipe leonina durante esta temporada.

"Não precisava estar aqui justificando nada. Os médicos e o meu treinador (Nelsinho Batista) sabem o que estou passando. Eu quero o meu melhor, resgatar o futebol que sei jogar. Não posso prejudicar a equipe sabendo que não estou rendendo o que posso render. Não sou em quem manda em que vai jogar ou não. Existem médicos para isso. Aliás, eu não mando em nada no Sport nem nunca mandei. Sou apenas um simples funcionário como todos os outros. Estou louco para jogar, vencer e trazer alegria a toda a nação rubro-negra, minha família e amigos. Muito se fala e muito se lê, mas a verdade ninguém sabe ou finge não saber.