Você está em MG

Arruda

Sem dispensas, Santa Cruz busca contratações para a Série B do Brasileiro

Jogadores e Vica têm o respaldo da diretoria, que corre atrás agora de um zagueiro canhoto e de um meia para o nacional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 15/04/2014 07:25 / atualizado em 15/04/2014 09:14

Yuri de Lira /Diario de Pernambuco

Paulo Paiva/DP/D.A Press
A eliminação na Copa do Nordeste novamente abriu feridas na torcida do Santa Cruz. Vica voltou a ser questionado. Teve mais uma vez a sua saída pedida pelos torcedores. Após a desclassificação do Estadual, no último domingo, na Ilha, ‘retranqueiro’ foi uma das palavras mais sutis dirigidas ao técnico. Vários atletas do plantel também foram cobrados de forma incisiva. Mas a diretoria garante, pelo menos por enquanto, a permanência do treinador. Incólume, o comandante também não verá dispensas de jogadores. A diretoria, no entanto, fala que vai voltar a se mexer para reforçar o Tricolor. Agora para a Série B do Brasileiro, que já inicia para o clube no próximo sábado.

O Santa vai estrear na Segundona diante do ABC, no Arruda. É provável que os contratados ainda não estejam no clube até lá. Mas a direção garante que trazer novas peças para o time é uma prioridade. “Temos elenco para começar a Série B, mas queremos ainda um zagueiro canhoto e um meia”, adiantou o diretor de futebol Jomar Rocha, sem citar nomes e sem detalhar as negociações.

O meio-campista que está praticamente acertado com os corais é Danilo Pires, destaque do Central na disputa do estadual. Desde meados do Pernambucano que o Santa Cruz tem interesse em trazê-lo. Porém apenas agora, fora da competição, que o clube vai oficializar uma proposta à Patativa. A contratação do também meia Anderson Paraíba, do Salgueiro, é outra cogitada nos bastidores.

Interesse do rival
Logo depois do clássico contra o Sport, o presidente do Conselho Deliberativo do Leão, Gustavo Dubeux, declarou abertamente interesse do Leão em Natan. A situação gerou constrangimento na direção coral. Nessa segunda-feira, falaram que não tem negociação com o meia. “Foi fora de hora falarem da contratação dele depois do jogo. Inoportuno. Encerramos qualquer perspectiva de negociação agora”, disse Jomar.

A multa rescisória para tirar o jogador do Arruda é de R$ 6 milhões. Valor que não necessariamente representa a realidade. Afinal de contas, o cálculo da multa é feito em cima do salário do atleta e do tempo restante do contrato. Vale lembrar que o compromisso entre Natan e Santa Cruz é válido até 2016.